Ferreira Gullar (1930-2016)

Foto Grande: 

Ferreira Gullar (José Ribamar Ferreira), nasceu em 10 de setembro de 1930, na cidade de São Luís, no Maranhão. Tradutor, ensaísta e teatrólogo, Gullar teve seu primeiro livro lançado em 1949 (Um pouco acima do chão). Na década de 1950, já no Rio de Janeiro, trabalhou nas revistas O Cruzeiro e Manchete e nos jornais Diário Carioca e Jornal do Brasil. No JB, contribuiu para a maior reforma gráfica do jornalismo no país. Nos anos 1960, foi para O Estado de S. Paulo, do qual saiu para viver na clandestinidade, em função de sua militância política durante a ditadura militar. Ferreira Gullar também escreveu para a TV, como a série Carga Pesada e a novela Araponga, com Dias Gomes e Lauro César Muniz. Ferreira Gullar ganhou o Prêmio Molière pela sua tradução de Cyrano de Bergerac, de Edmond Rostand, em 1985. Em 2002, foi indicado ao Prêmio Nobel de Literatura. Em 2005, tornou-se colunista da Folha de São Paulo. Ferreira Gullar faleceu no dia 04 de dezembro de 2016, aos 86 anos, no Hospital Copa D'Or, no Rio de Janeiro, onde estava internado para tratar de uma pneumonia.